Identidade e pertencimento nas memórias de estudantes egressos do Colégio de Aplicação da UFS

  • Joaquim Tavares da Conceição
  • Rísia Rodrigues Silva Monteiro
  • Anne Emilie Souza de Almeida Cabral
  • Rafaela Cravo de Melo

Resumo

Este artigo aborda percepções de estudantes egressos do Colégio de Aplicação da UFS, no período entre o final dos anos 70 até o decorrer dos anos 80 do século XX – a respeito dos espaços, acontecimentos e sujeitos da cultura do colégio. Foram utilizados relatos orais coletados em entrevistas, como fonte principal, além de documentação escrita e visual do acervo do Centro de Pesquisa, Documentação e Memória do Colégio de Aplicação da UFS. A compreensão levou em consideração, entre outros aspectos, elementos constitutivos da memória – acontecimentos, personagens e lugares (Pollak, 1989, 1992). Sobressaem como pontos de referências nas memórias dos estudantes marcas da vivência no campus universitário e seus monumentos, as relações de amizades, a interiorização de ensinamentos dos professores e o sentimento de pertencimento ao Colégio de Aplicação.