Edições anteriores

  • Revista Servipana de Educação Ambiental
    v. 1 n. 1 (2014)
    A Revista Sergipana de Educação Ambiental (ReviSea) é uma publicação do Grupo de Estudo e Pesquisa do Estado de Sergipe (GEPEASE) e do Projeto Sala Verde na UFS, tem como objetivo disseminar resultados e reflexões advindos de investigações científicas e vivências metodológicas desenvolvidas no campo da educação ambiental em Sergipe, que possam contribuir para a consolidação desta abordagem de educação em ambientes formais e não formais de aprendizagem, para a formação de professores, e para a produção de conhecimentos em Educação Ambiental, que fundamentem o desenvolvimento de práticas educativas participativas e comprometidas com os princípios da Educação Ambiental, com o desenvolvimento de valores éticos, de pertença, de respeito e coletividade a fim de vislumbrar o bem estar da comunidade.
  • Diálogos entre Educação Ambiental e Educação em Ciências em tempos de pandemia: buscando caminhos em prol dos Direitos Humanos e da Terra
    v. 7 n. Especial (2020)

    O dossiê proposto tem como objetivo promover articulações entre as Educações Ambiental e Científica nesses tempos tão difíceis de pandemia, em que somos desafiados a pensar outras formas de pensar as relações com o ambiente, com as ciências, com a educação, enfim com toda a realidade em que estamos imersos nesse presente, e ainda tentando aprender com o passado, para esperançar o futuro. Descolonizar corações e mentes! 

    Vivemos num momento paradoxal em que a ciência demozinada até bem pouco tempo, torna-se a salvadora da pátria na pandemia da Covid-19. Ao mesmo tempo vemos cenários do planeta, com baixas taxas de poluição por conta da paralisação da ação humana em vários locais e por força do isolamento. O momento mostra toda a potencialidade de outros modos de estar no mundo e ao mesmo tempo, toda a fragilidade do modo de vida hegemônico até então.  Esse movimento traz como possibilidade a invenção de mudanças, deslocamentos e re(existências).

    A ideia de diálogo de saberes, nos permite sonhar com outros mundos possíveis, articulando conhecimentos para além dos científicos, como os ancestrais, promovendo outras medicinas, outras formas de lidar com o planeta e nossa relação com ele. Enfim, a nossa ideia com este dossiê é que possamos expor denúncias e problemas, mas também inventar e reinventar novos anúncios nesse momento tão crítico, trazendo novas possibilidades para se pensar a Educação Ambiental.