Educação Ambiental Desde El Sur

A perspectiva da Terrexistência como Política e Poética Descolonial

  • Luiz Rufino UERJ-FEBF
  • Daniel Renaud Camargo UFRJ-EICOS
  • Celso Sánchez Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Descolonização, Educação Ambiental, Encantamento

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar algumas reflexões teóricas para pensar a educação ambiental a partir de uma perspectiva biocósmica, tendo como bases o caminho das pedagogias de encruzilhadas e uma discussão crítica sobre o desenvolvimento sustentável, para aportar em uma educação ambiental contextualizada às realidades do Sul global. Introduzimos a ideia da terrexistência como um imperativo para o re-encantamento da educação ambiental e, consequentemente, a produção de uma vertente Desde El Sur. Defendemos, portanto, a possibilidade do re-encantamento como política da vida, para a produção de abordagens capazes de enfrentar a batalha da descolonização das propostas de educação ambiental.

Biografia do Autor

Luiz Rufino, UERJ-FEBF

Professor da FEBF (Faculdade de Educação da Baixada Fluminense) da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e do PPGECC (Programa de Pós-graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas)

Daniel Renaud Camargo, UFRJ-EICOS

Doutorando do programa de pós graduação em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EICOS-UFRJ), mestre em Educação, Cientista Ambiental e artista plástico. Atua há quase uma década junto a comunidades do Vale do Jequitinhonha.

Celso Sánchez, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Poeta biólogo mestre em psicossociologia de comunidades e ecologia social , doutor em educação. Professor da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro UNIRIO , coordenador do grupo de Estudos em Educação Ambiental desde El Sur GEASur

Referências

ADICHIE, Chimamanda Ngozi. O Perigo de uma História Única (tradução de Julian Romeu) – 1ª ed, São Paulo: Companhia das Letras, 2019.
BAPTISTA, Clara; BENITES, Sandra; SÁNCHEZ, Celso. Diálogos Interculturais com a comunidade indígena Guarani Mbyá: a Relação com a terra e territorialidade como temas geradores de Educação Ambiental e Ensino de Ciências. In: Kassiadou et al (orgs). Educação Ambiental Desde El Sur. Editora Nupem, Macaé, 2018.
CAMARGO, Daniel Renaud. Lendas, Rezas e Garrafadas: Educação Ambiental de Base Comunitária e os Saberes Locais no Vale do Jequitinhonha. Dissertação (mestrado em Educação). Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.
CARNEIRO, Aparecida Sueli. A construção do outro como não-ser fundamento do ser. Tese (doutorado em Educação). Programa de pós-graduação em Educação da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2005.
CESAIRE, Aimé. Discurso sobre o Colonialismo (tradução de Noémia de Sousa), livraria Sá da Costa Editora, Lisboa, 1a ed, 1978.
DUSSEL, Enrique. 1942: O Encobrimento do Outro – A Origem do Mito da Modernidade (tradução de Jaime A. Clasen), Petrópolis, RJ. Vozes, 1993.
FANON, Frantz. Os Condenados da Terra (tradução de José Laurênio de Melo) Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 1968.
HAESBART, Rogerio. Território e Multiterritorialidade: um debate. GEOgraphia. Rio de Janeiro, ano 11, n. 17, p. 19-44, mar, 2007.
HARAWAY, Donna. Anthropocene, Capitalocene, Plantationcene, Ctchullucene: making kin. Environmental humanities, v. 6, p 159-165, 2015.
KRENAK, Ailton. Ideias para Adiar o Fim do Mundo. Companhia das Letras, São Paulo, 2019.
MALOMALO, Bas`Ilele. Filosofia Africana do NTU e a Defesa de Direitos Biocósmicos. Problemata: R. Intern. Fil. V. 10. n. 2, p. 76-92, 2019.
MOSCOVICI, Serge. Sociedade contra a natureza. Rio de Janeiro: Vozes, 1975.
RUFINO, Luiz. Pedagogia das Encruzilhadas. Mórula Editorial, Rio de Janeiro, 2019.
RUFINO, Luiz; SIMAS, Luiz Antonio. Fogo no Mato: a ciência encantada das macumbas. 1. Ed. Rio de Janeiro: Mórula, 2018.
SANTOS, Antônio Bispo dos. Colonização, Quilombos: modos e significações. 2 ed revisada e ampliada. Publicação Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT), Universidade de Brasília (UNB), Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Brasília, Março de 2019.
SIMAS, Luiz Antonio; RUFINO, Luiz. Encantamento: Sobre Política de Vida. Mórula Editorial, Rio de Janeiro, 2020.
VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. A inconstância da alma selvagem e outros ensaios de antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2002.
WALSH, Catherine. Interculturalidade, Estado, Sociedad. Luchas (De) coloniales de nuestra época. Primeira edición: Universidad Andina Simón Bolívar/ Ediciones Abya-Yala, 2009.
Publicado
2020-10-29
Como Citar
Rufino, L. R., Renaud Camargo, D., & Sánchez, C. (2020). Educação Ambiental Desde El Sur: A perspectiva da Terrexistência como Política e Poética Descolonial. Revista Sergipana De Educação Ambiental, 7(Especial), 1-11. https://doi.org/10.47401/revisea.v7iEspecial.14520