O uso de macroinvertebrados aquáticos como ferramenta de educação ambiental em uma escola municipal de Santarém, Pará

  • Diego Ramos Pimentel Universidade Federal do Oeste do Pará
  • Carla da Silva Paula Universidade Federal do Pará
  • Sheyla Regina Marques Couceiro Universidade Federal do Oeste do Pará
Palavras-chave: Invertebrados., Meio Ambiente., Sensibilização

Resumo

Na avaliação de ambientes aquáticos, macroinvertebrados se destacam pela sensibilidade que apresentam aos diversos impactos antrópicos, assim esses organismos funcionam como bioindicadores da qualidade de ecossistemas. Neste sentido um estudo foi feito em um riacho urbano no município de Santarém-PA, onde se realizou coletas dos macroinvertebrados em três pontos desse riacho, em que os resultados mostraram alterações ambientais no ponto mais urbanizado. Esses resultados foram socializados para alunos em uma escola da Rede Municipal de Ensino de Santarém com aula expositiva, apresentação de vídeos, atividades lúdicas como pinturas de desenhos dos macroinvertebrados, caça-palavras, palavras cruzadas e visualização na lupa estereoscópica dos organismos coletados. Portanto o presente estudo utilizando os macroinvertebrados aquáticos vem ser uma boa forma de trabalhar a educação ambiental e mostra uma ótima aceitação pelos alunos, com isso trabalhos deste tipo vêm dinamizar e ajudar a educação ambiental nas escolas.

Palavras-chave:  Invertebrados. Meio Ambiente. Sensibilização

 

Biografia do Autor

Diego Ramos Pimentel, Universidade Federal do Oeste do Pará

Possui graduação em Licenciatura Plena em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Pará (UFPA) - Campus de Santarém (2008). Especialização em Direito Ambiental pela Faculdade Internacional de Curitiba - Pólo de Santarém (2009). Mestrado em Ciências Ambientais pelo Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais da Amazônia pela Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) - Santarém (2011). Formação complementar no curso Amazônia: Meio Ambiente, Intervenção e Conservação, realizado no Oeste do Pará, pelo programa de Doutorado em Ciências do Meio Ambiente da Universidade do Quebec de Montreal (UQAM), Canadá (2014). Doutor em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação Sociedade, Natureza e Desenvolvimento da UFOPA (2017). Membro do Laboratório de Taxonomia e Ecologia de Invertebrados Aquáticos (LETIA) do Campus Amazônia-UFOPA. Professor de Ciências na Rede Municipal de Ensino de Mojuí dos Campos/PA. Professor no Projeto Mundiar da Secretaria Estadual de Educação/PA. Trabalhou como Professor Substituto na UFOPA. Coordenador do Comitê em Defesa do Igarapé do Urumari. E-mail: diegorp82@yahoo.com.br

Carla da Silva Paula, Universidade Federal do Pará

Possui Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental pela Universidade Federal do Oeste do Pará (2017), atualmente vinculada ao curso de Mestrado do Programa de Pós-graduação em Estudos Antrópicos da Amazônia pela UFPA-Campus Castanhal. E-mail: carlapaula22@gmail.com

Sheyla Regina Marques Couceiro, Universidade Federal do Oeste do Pará

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Amazonas (2003), mestrado em Ciências Biológicas (Entomologia) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (2005), doutorado em Ecologia pela Universidade de Brasília (2009) e especialização em Planejamento e Gerenciamento de Água (2010) pela Universidade Federal do Amazonas. Atualmente é Professora Adjunta na Universidade Federal do Oeste do Pará, lotada no Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas. E-mail: sheylacouceiro@yahoo.com.br

Publicado
2020-06-11
Como Citar
Ramos Pimentel, D., da Silva Paula, C., & Marques Couceiro, S. R. (2020). O uso de macroinvertebrados aquáticos como ferramenta de educação ambiental em uma escola municipal de Santarém, Pará. Revista Sergipana De Educação Ambiental, 7(1), 1 - 12. https://doi.org/10.47401/revisea.v9i1.13123