Internet e suas imagens interpretativas possíveis e inimagináveis: Comunicação e Educação

  • Paulo da Silva Quadros Universidade Virtual Brasileira (UVB)
Palavras-chave: Internet, Produção de Conhecimento, Disseminação da Informação e do Conhecimento

Resumo

A presente comunicação, por meio da análise dos modelos epistemológicos adotados por diferentes escolas teóricas, e naturalmente de suas imagens evocadas, traça uma frisa evolutiva da interpretação das relações comunicativas, educativas e evocativas da memória coletiva, nos suportes digitais da internet e na sua geografia digital. Árvore, Rede e Rizoma se sucedem como imagens evocativa desse conjunto de relações sociais, sem contudo esgotar a natureza complexa do fenômeno das mídias digitais, nem a velocidade de sua evolução e o impacto nas formas de narrar, redigir, registrar, apropriar-se e identificar-se no mundo do conhecimento. Em última análise, as mediações tecnológicas devem ser vistas, indubitavelmente, como meios que favorecem tanto o contato humano mediado ou mediatizado como novas possibilidades interpretativas do conhecimento humano que não devem ser vistas como únicas, absolutas, hegemônicas.

Biografia do Autor

Paulo da Silva Quadros, Universidade Virtual Brasileira (UVB)
Tecnólogo em Processamento de Dados pela FATEC-SP, bacharel em Letras pela FFLCH/USP, Mestre em Ciências da Comunicação pela ECA/USP e Doutor em Educação pela FE/USP. É também professor-tutor da Universidade Virtual Brasileira (UVB), além de desempenhar outras atividades profissionais na instituição, como, por exemplo, revisor dos vários módulos de cursos de graduação da UVB. Pesquisador do Grupo de Pesquisa em Leitura, Escrita e Narrativa (PLENA). Participa ainda do Grupo de Pesquisa Alpha do Núcleo de Educação de Jovens e Adultos da Faculdade de Educação da USP (NEA-FE/USP). É articulista e parecerista da Revista Espaço do Professor, da Universidade Anhembi Morumbi

Referências

ASSMANN, Hugo. Competência e sensibilidade solidária. Petrópolis: Editora Vozes, 2000.

ASSMANN, Hugo. Reencantar a educação: Rumo à sociedade aprendente. Petrópolis: Editora Vozes, 3ª edição, 1999.

BERNERS-LEE, Tim et al. The semantic web: A new form of web content that is meaningful to computers. Disponível em: <https://www-sop.inria.fr/acacia/cours/essi2006/Scientific%20American_%20Feature%20Article_%20The%20Semantic%20Web_%20May%202001.pdf> Acesso em: 17 nov. 2018.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. A era da informação: economia, sociedade e cultura; vol. 1. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

LÉVY, Pierre & AUTHIER, Michel. As árvores do conhecimento. São Paulo: Editora Escuta, 1995.

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva: Por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Edições Loyola, 2000.

LÉVY, Pierre; AUTHIER, Michel. As árvores do conhecimento. São Paulo: Editora Escuta, 1995.

LÉVY, Pierre. O que é o virtual? São Paulo: Editora 34, 1996.

GALLOWAY, Alexander. Protocol: how control exists after decentralization. Cambridge: MIT Press, 2004.

MACHADO, Nilson. Conhecimento como rede: a metáfora como paradigma e como processo. São Paulo: Instituto de Estudos Avançados – IEA/USP, 1994. (Coleção Documentos: Série Educação para a Cidadania, número 9)

MARCONDES FILHO, Ciro. O escavador de silêncios. São Paulo: Paulus, 2004.

MORIN, Edgar. Sete saberes necessários à educação. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

QUADROS, Paulo da Silva. Aspectos perceptuais das redes comunicacionais e tecnológicas. Fórum Latino-Americano de Redes, Educação e Cultura (FLUREC). São Paulo: Escola do Futuro/USP/SENAC-SP, 1998. Anais.

QUADROS, Paulo da Silva. Cibernética pedagógica na era das redes: a ótica da educação digital na contemporaneidade. Dissertação (Mestrado em Ciência da Comunicação). São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), 2001.

QUADROS, Paulo da Silva. Cognitivismo coletivo virtualizado: potencialidades para uma nova hermenêutica pedagógica. Virtual Educa 2005. México: Cidade do México, UNAM (Universidade Nacional Autônoma do México) Anais...

QUADROS, Paulo da Silva. Em busca de uma pedagogia em rede. Redemoinhos – Informativo Digital da Cidade do Conhecimento/IEA-USP – ano II, no. 12, 16 a 31 de agosto de 2002. Disponível em:<http://www.cidade.usp.br/redemoinhos/1202/ analise.php.> Acesso em: 17 nov. 2018.

ROSNAY, Joël de. Homem simbiótico. Perspectivas para o terceiro milênio. Petrópolis: Vozes, 1997.

SANTAELLA, Lúcia. Culturas e artes do pós-humano: Da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus, 2003.

THACKER, Eugene. Biomedia. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2004.

WELLMAN, Barry; HOGAN, Bernie. The descent on the internet. Scotland: University of St.Andrews Press, 2004.

WELLMAN, Barry. Three ages of internet studies: ten, five and zero years ago. New Media & Society, 2004.

WEISER, T. The world is not a desktop: Universidade de São Paulo: Programa de Doutorado em Educação: conteúdo disciplinar apostilar. São Paulo: USP, 1993.

Publicado
2018-12-07